Home

Ensina-nos, Senhor Jesus

COM A PALAVRA, NOSSO MENTOR, Dr. Adolfo

Mensagens recebidas por psicofonia pelo médium Laerson C. Oliveira

Senhor Jesus, observando as nossas limitações infinitas, não podemos deixar de valorizar a exemplificação, entre nós, dos amigos que se esforçam para doar o melhor de si.

Senhor Jesus, a tua obra edificante, com amor, tenta abraçar todos os perdidos e vacilantes na caminhada evolutiva.

Ensina-nos, Jesus, a calar na hora certa, a ensinar aos que pedem ensinamentos nobres, a valorizar o trabalho, seja de quem for, por mais insignificante que seja.

Ensina-nos, Senhor Jesus, que a tua obra é feita de pequenas migalhas quando somos inteligentemente criados para suportar uns aos outros nos esforços mútuos de nos amarmos.

Ensina-nos, Jesus, na hora propicia, a podar as nossas vaidades, a deixar cair a escama da cegueira, a capa e a máscara do personalismo, que tanto nos feriu e nos fere. Ensina-nos, Jesus, a viver sem elas.

Andaste entre os pobres famintos, crianças e velhos enfraquecidos e jamais foste autoridade para destruir o desejo dos outros para servir. Acolheste a todos, desde Mateus, o cobrador de impostos, a Maria Madalena, a prostituta; Pedro, o pescador; Tiago, João, em teu grupo. Jesus, conta-nos as histórias da falência moral de Judas, da fraqueza e negação de Pedro.

Nesse momento sublime, Jesus, não nos deixes faltar a fé, não nos deixes faltar a caridade e a humildade. Se juntos ainda somos fracos, a nossa fraqueza se multiplica aos milhares quando desunidos estamos.

Mestre Amigo, permite que, em nossas cavernas de raciocínios ultrapassados, possa fluir a energia balsamizante da renovação constante. Senhor, ensina-nos a estarmos prontos todos os dias para executar o trabalho a que nos chamaste, em qualquer hora.

Dá-nos a atenção da vigilância, da renovação de nossas forças e, em especial, a anestesia para suportar os ferimentos causados por outros, tão desorientados como nós.

Que assim seja. Graças a Deus.

Adolfo.

IECIM, 18 de setembro de 2009, ao término dos trabalhos de Cura à Distância.

 

Palestras IECIM - Tema: Seja o seu ídolo

Palestras e atendimentos realizados no Instituto Espírita Cidadão do Mundo por Laerson Cândido de Oliveira.

Passe a ter você como o maior ídolo, não encontre motivo para ser inferior aos outros, pois todas as possibilidades estão diante de você.

 

Palestras IECIM - Tema: O consolador prometido

Palestras e atendimentos realizados no Instituto Espírita Cidadão do Mundo por Laerson Cândido de Oliveira.

Laerson nos fala sobre a oportunidade dos espíritos estarem inseridos na especie humana, a qual nos encontramos, faz nos lembrar, um período de dor, de sofrimento, de refazimento, de reconstrução e só na esperança, de um dia nos livrarmos do período de habitantes das cavernas, para possíveis residentes em planices floridas, banhadas pelos rios da compreensão e fortalecidos nos traços de igualdade, estas promessas nos coloca diante do consolador prometido.

Enquanto não executarmos estas obras, de libertação de nos mesmos, estaremos retardando a satisfação de dizer, com consciência, sou filho da perfeição.

 

 

EM BUSCA DA CURA

“A tua fé te salvou”. Jesus (Mateus, 9:22; Marcos, 27:42)

O que move pessoas de todos os credos e religiões a buscar auxílio para suas dores e angústias em uma casa espírita? O saber popular diz “pela dor ou pelo amor”, e, no geral,chegamos à Casa pela dor. Muitas vezes é a última esperança, o último alento do irmão desesperado — em um período normal e feliz de sua vida, muitos não cogitariam nem o passar em frente a uma instituição espírita.

Muitos dos assistidos perguntam, após seu atendimento na Casa: quantas vezes é preciso retornar?

É preciso compreender que a dor física e a maior parte das doenças é apenas um reflexo do que passa nossa alma, e que a mente controla todo o processo, mesmo que inconscientemente. A doença é, muitas vezes, apenas um instrumento de chamamento e reflexão, para que tenhamos a oportunidade de perceber que somos algo mais que a matéria, e o impacto de nossa conduta moral em nossa vida física e espiritual: é a famosa “reforma íntima”.

Também é muito comum perceber irmãos que, após a cura, “desaparecem”, retornando ao seu estilo de vida anterior. Sem a mudança interna (que não é fácil!), nossos achaques voltam. E pensamos: “O tratamento não resolveu.”.

Nossa entendimento é muito restrito, mas este mês gostaria de falar sobre os elementos principais presentes na busca da cura.

De um lado, o paciente assistido, com suas dores, angústias, medo e curiosidade (existe a idéia do espetáculo, do sobrenatural no contato com a Espiritualidade). Do outro, duas equipes fraternas: a dos voluntários encarnados e a dos desencarnados. E é esse tripé que faz todo o trabalho funcionar, mediado, obviamente, pela boa vontade.

Quando o irmão encontra a cura, vem o maior perigo: o elogio. Todos os agradecimentos devem ser enviados unicamente a Jesus, pois é com sua permissão  (e com o merecimento dos assistidos) que tudo é realizado. Em artigo sobre os médiuns curadores, Orson Peter Carrara diz que “As polêmicas surgem em virtude do endeusamento de médiuns ou explorações de que são vítimas ou se permitem. O fato, porém, é que a faculdade de curar pela mediunidade existe e deve ser alvo de atento e cuidadoso estudo para evitar-se fraudes e uso indevido da notável capacidade de curar enfermidades através da intervenção dos espíritos.” (do site http://www.espirito.org.br)

Kardec, em suas Obras Póstumas, define o médium curador como pessoas que possuem a “faculdade [espontânea] de curar pelo simples toque, pela imposição das mãos, o olhar, um gesto mesmo, sem a ajuda de nenhum medicamento”. Segundo ele, o princípio desta faculdade reside na força magnética, mas dela difere “pela energia e pela instantaneidade da ação, ao passo que as curas magnéticas exigem um tratamento metódico mais ou menos longo”.

Sendo espontânea, é uma faculdade que independe do conhecimento do fenômeno; é orgânica e, assim sendo, até homens perversos a podem ter obviamente, só dela farão uso para satisfazer seu orgulho, vaidade e interesses pessoais, “mas só o homem de bem dela se serve exclusivamente para o bem.” É potencializada, segundo Kardec, pela “pureza dos sentimentos, o desinteresse, a benevolência, o ardente desejo de aliviar, a prece fervorosa e a confiança em Deus, em uma palavra, todas as qualidades morais.”

E qual deve ser a posição mental das pessoas que buscam a cura?

Em primeiro lugar, respeito ao local, mantendo silêncio e evitando conversas - o silêncio ajuda a manter o equilíbrio do ambiente, facilitando o trabalho das equipes espirituais. Kardec afirma, ainda nas Obras Póstumas, que o processo de cura é o resultado da combinação de fluidos emitidos por um Espírito e pelo médium: “por essa união, esses fluidos adquirem propriedades novas que não teriam separadamente, ou pelo menos não teriam no mesmo grau”.

Em segundo, o paciente deve querer o tratamento e confiar plenamente em Jesus. Por isso, a prece é tão importante: “A prece, que é uma verdadeira evocação, atrai os bons Espíritos solícitos em virem secundar os esforços do homem bem intencionado; seu fluido benfazejo se une facilmente ao dele, ao passo que o fluido do homem vicioso se alia com o dos maus Espíritos que o cercam.”

E conclui: “O homem de bem que não tivesse a força fluídica não poderia, pois, senão pouca coisa por si mesmo; ele não pode senão chamar a assistência dos bons Espíritos, mas a sua ação pessoal é quase nula; uma grande força fluídica, aliada à maior soma possível de qualidades morais, pode operar verdadeiros prodígios de curas.”

Portanto, caros irmãos, vamos apenas crer em Jesus e tentar reformar nosso íntimo: essa é a chave da cura, a única e exclusiva.

(Fonte: Obras Póstumas, Allan Kardec, Parte 1: Manifestações dos Espíritos; Caráter e consequências religiosas das manifestações espíritas— 6. Dos Médiuns”)

 

Doação de Cestas bate Recorde!

 

O total de famílias atendidas passou de 10 mil para 13 mil

O número de cestas distribuídas no Natal de 2012 bateu o recorde no IECIM. Ao todo, foram distribuídos mantimentos para 13 mil famílias cadastradas. O montante representa o 30% a mais do que havia sido oferecido no Natal de 2011.

Segundo o dirigente do IECIM, Laerson Cândido de Oliveira, quem define o número de famílias a serem atendidas é o Plano Espiritual. “A Irmã Dulce nos disse que deveriam ser distribuídas 13 mil cestas básicas este ano”, lembra Laerson. “Nosso trabalho foi o de procurar ajuda para atingirmos essa meta”.

A divisão dos mantimentos entre as cinco unidades do IECIM seguiu o critério do número de famílias cadastradas em cada centro. Assim, a unidade do Butantã ofereceu 3.500 mil cestas,  em Peruíbe mias 4.000. Em Santana de Parnaíba foram atendidas 3 mil famílias. Em Embu, 1.500 mil cestas básicas foram distribuídas e, em Itariri, mais 1 mil.

A tarefa só foi realizada graças à participação de todos. Agradecemos a todos que contribuíram e solicitamos a ajuda de todos para as Próximas campanhas da Casa.

 

 

<< Início < Anterior 311 312 313 314 315 316 317 318 319 320 Próximo > Fim >>

Página 314 de 322

Translate
English French German Italian Russian Spanish
Doações
Banner
Pesquisar
Facebook
Popular
Direitos Autorais

Amigos, nossas postagens, fotos, estudos, vídeos e outras publicações são recebidas de amigos ou autorizadas pelos seus responsáveis. Primamos pela ética e o respeito aos Direitos da Propriedade Intelectual. Se você é proprietário de algum material publicado neste site, por favor, informe para que possamos legalizar a divulgação ou proceder a sua imediata retirada. Clique aqui.