Home

FRATERNIDADE: somos todos irmãos...

 

Como seres humanos imperfeitos que somos, é raro lembrar, em nosso egoísmo, que há irmãos que precisam de nós. É muito mais simples repetir as palavras de Jesus ao invés de praticá-las, e em nosso nível de evolução, sempre encontramos desculpas para essa nossa imperfeição característica.

É comum, portanto, existir um desejo de realizar a caridade na época de Natal, até pelo forte apelo da mídia. Na verdade, nossos irmãos não precisam de nós apenas nessa época, e a caridade e a fraternidade, como aliados de nossa evolução, devem ser praticados constantemente. “.

Não possuo dinheiro, não posso ajudar” — argumento comum, mas inválido, uma vez que a caridade verdadeira não é a caridade material, mas a moral. Às vezes, nosso irmão precisa apenas de uma palavra, um conforto, um esclarecimento — quem pode se negar a isso?

A palavra fraternidade é formada pelo latim frater, que significa  irmão. Quando Jesus prega a fraternidade, pois, tem como objetivo maior que nos tratemos todos como irmãos. O mérito maior está, contudo, em tentar entender que o nosso “inimigo” também é nosso irmão e que, embora não consigamos ter para com ele toda a efusão da amizade verdadeira, é necessário o entendimento desse princípio pregado por Jesus e tão bem interpretado por Kardec no Evangelho Segundo o Espiritismo.

Numa época que precede o Natal, nossa pagina do mês de novembro aborda o tema da fraternidade sob os mais variados aspectos. O leitor encontrará, nas páginas centrais, notícias sobre a ação do IECIM para mitigar a fome e trazer um Natal mais feliz a dezesseis mil famílias carentes, a Campanha Natal com Jesus que, em todos os seus passos preparatórios, nos faz lembrar que o Irmão necessitado é necessitado o ano todo, e, assim sendo, muitas vezes não basta a comida - a necessidade se estende à necessidade de se sentir digno, cidadão, parte de uma sociedade. Se pela Lei de Causa e Efeito um Irmão está em doloroso resgate de faltas anteriores, nosso dever de Fraternidade é tornar sua provação mais suave, muitas vezes não com dinheiro (que, jogado como esmola humilhante, não eleva, mas machuca), mas com uma palavra amiga, um aperto de mão, oferecendo-lhe nossos ouvidos e nosso sorriso.

 

 

Palestras IECIM - Tema: Caridade

 

Palestras e atendimentos realizados no Instituto Espírita Cidadão do Mundo por Laerson Cândido de Oliveira.

Legião, multidão... o significado dessas palavras nos ajuda a entender o que é caridade.

 

 

O EGOISMO

 

(Questões de O Livro dos Espíritos, capítulo 12, parte terceira: “Perfeição Moral” )

Q. 916 - O egoísmo, longe de diminuir, aumenta com a civilização,que parece excitá-lo e mantê-lo; como a causa poderá destruir o efeito?

R - Quanto maior o mal, mais se torna horrível. Será preciso que o egoísmo cause muito mal para fazer compreender a necessidade de extingui-lo. Quando os homens tiverem se libertado do egoísmo que os domina, viverão como irmãos, não se fazendo nenhum mal, ajudando-se mutuamente pelo sentimento natural da solidariedade; então o forte será o apoio e não opressor do fraco, e não se verão mais homens desprovidos do indispensável para viver, porque todos praticarão a lei da justiça.

É o reino do bem que os Espíritos estão encarregados de preparar. (Veja a questão 784.)

917 Qual o meio de destruir o egoísmo?

R – De todas as imperfeições humanas, a mais difícil de extinguir é o egoísmo, porque se liga à influência da matéria da qual o homem, ainda muito próximo de sua origem, não se pode libertar. Tudo concorre para manter essa influência: suas leis, sua organização social, sua educação.

O egoísmo se enfraquecerá com a predominância da vida moral sobre a material, e principalmente com a compreensão que o Espiritismo vos dá do futuro real, e não desnaturado pelas ficções alegóricas. O Espiritismo bem compreendido, quando estiver identificado com os costumes e as crenças, transformará os hábitos, os usos, as relações sociais. O egoísmo está fundado sobre a importância da personalidade; portanto, o Espiritismo bem compreendido, repito, mostra as coisas de tão alto que o sentimento da personalidade desaparece, de alguma forma, perante a imensidão. Ao destruir essa importância, ou pelo menos ao fazer vê-la como é, combate necessariamente o egoísmo.

É o choque que o homem experimenta do egoísmo dos outros que o torna frequentemente egoísta por si mesmo, porque ele sente a necessidade de se colocar na defensiva. Ao ver que os outros pensam só em si mesmos e não nos demais, é conduzido a se ocupar de si mais do que dos outros. Que o princípio da caridade e da fraternidade seja a base das instituições sociais, das relações legais de povo para povo e de homem para homem, e o homem pensará menos em sua pessoa quando vir que outros pensam nisso; ele sofrerá a influência moralizadora do exemplo e do contato. Em face da atual intensidade do egoísmo humano, é preciso uma verdadeira virtude para se desprender de sua personalidade em favor dos outros, que freqüentemente não sabem agradecer. É principalmente para os que possuem essa virtude que o reino dos céus está aberto; é especialmente para eles que está reservada a felicidade dos eleitos, porque eu vos digo em verdade que, no dia da justiça, quem tiver apenas pensado em si mesmo será colocado de lado e sofrerá no seu abandono. (Veja a questão 785.)

Fénelon

 

 

Palestras IECIM - Tema: De onde vem Deus

Para responder a uma pergunta tão complexa, tivemos a grata intervenção de um espírito em elevado grau de evolução, que traçou um panorama histórico desde a anunciação da chegada ao mundo do grande Governador da Terra, Jesus.
Citando encarnações de espíritos notáveis como São Francisco de Assis, Albert Einstein e Sigmund Freud, lembrou-nos de que as patologias e calamidades vividas pela humanidade não são obra de um Deus que pune, mas que oferece provas e oportunidades de seguirmos Seu ensinamento básico: Amarás a teu Deus sobre todas as coisas e ao teu irmão como a ti mesmo.
Nesta narração forte e emocionante, guardamos a simples mensagem fundamental: É no exercício do amor e da caridade que começamos a tentar entender de onde vem e O Que é Deus.

 

Medo da Morte

(Questões de O Livro dos Espíritos, Parte Quarta – Capítulo 1: Penalidades e prazeres terrenos)

941 O medo da morte é para muitas pessoas um motivo de perplexidade; de onde vem esse medo, se têm o futuro diante de si?

– É um erro terem esse medo. Mas o que quereis! Procura-se convencê-las desde crianças de que existe um inferno e um paraíso, e que é mais certo irem para o inferno, porque lhe dizem que ao agirem de acordmortecom a natureza cometem um pecado mortal para a alma: então, quando se tornam adultas, se têm algum discernimento, não podem admitir isso, e tornam-se ateus ou materialistas. É assim que se conduzem as pessoas a crer que além da vida presente não há mais nada, e as que persistiram em suas crenças de infância temem esse fogo eterno que deve queimá-las sem destruí-las.
A morte, entretanto, não inspira ao justo nenhum temor, porque, com a fé, tem a certeza do futuro; a esperança lhe faz esperar uma vida melhor, e a caridade que praticou dá-lhe a certeza de que não encontrará no mundo para onde vai nenhum ser do qual deva temer o olhar. (Veja a questão 730.)

☼ Aquele que é mais ligado à vida material do que à espiritual tem, na Terra, penalidades e prazeres materiais; sua felicidade resume-se à satisfação ilusória de todos os desejos. Sua alma, constantemente preocupada e afetada pelas contingências da vida, permanece numa ansiedade e numa tortura perpétuas. A morte o assusta, por duvidar do seu futuro e acreditar que deixa na Terra todas as suas afeições e esperanças. 

Aquele que se eleva acima das necessidades artificiais criadas pelas paixões tem, já aqui na Terra, prazeres desconhecidos ao materialista. A moderação de seus desejos dá ao Espírito calma e serenidade. Feliz pelo bem que faz, não há para ele decepções, e as contrariedades deslizam sobre sua alma sem causar nenhuma impressão dolorosa.

942 Certas pessoas não acharão esses conselhos banais para serem felizes na Terra? Não verão o que chamam de lugares-comuns, verdades repetidas? E não dirão que, definitivamente, o segredo para ser feliz é saber suportar sua infelicidade?

– Há os que dirão isso, e serão muitos. Mas ocorre o mesmo com certos doentes a quem o médico prescreve a dieta: gostariam de ser curados sem remédios e continuar a se predispor às indigestões.

 

 

<< Início < Anterior 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 Próximo > Fim >>

Página 277 de 284

Translate
English French German Italian Russian Spanish
NATAL COM JESUS


Para realizar mais um Natal com Jesus, precisamos de sua colaboração!

Em 18 anos de trabalho, o IECIM já distribuiu mais de 52.000 cestas básicas para famílias carentes de São Paulo.

Sua ajuda faz diferença!

 Obrigado e que Jesus o abençoe!


Doações
Banner
Pesquisar
Facebook
Popular
Direitos Autorais

Amigos, nossas postagens, fotos, estudos, vídeos e outras publicações são recebidas de amigos ou autorizadas pelos seus responsáveis. Primamos pela ética e o respeito aos Direitos da Propriedade Intelectual. Se você é proprietário de algum material publicado neste site, por favor, informe para que possamos legalizar a divulgação ou proceder a sua imediata retirada. Clique aqui.