Home Home

IECIM Aula 27 : Os Evangelhos Apócrifos e os Manuscritos do Mar Morto


Leia apostila da aula aqui.

Curso de aprofundamento do estudo e educação da mediunidade

Aula 27 : Os Evangelhos Apócrifos e os Manuscritos do Mar Morto

Expositor: Sônia Pegas

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data:  21/08/2017 às 20h  (Hora de Brasília)


Leia mais...

 

Ao Sol do Amor


Brilhando por luz de Deus, ainda mesmo nas regiões em que a escuridade aparentemente domina, o amor regenera e aprimora sempre.

Podem surgir grandes malfeitores abalando a ordem pública, mas, enquanto existirem pais e mães responsáveis e devotados, o lar fulgirá no mundo, cooperando para que se dissolva a lama da delinquência na charrua do suor ou na fonte das lágrimas.

Podem surgir crianças-problemas e jovens transviados de todos os matizes, mas, enquanto existirem professores dignos do nome bendito que carregam, erguer-se-á a escola por santuário da educação.

Podem surgir doentes agoniados em todas as estâncias da vida, mas, enquanto existirem cientistas consagrados ao socorro dos semelhantes, levantar-se-á o hospital, como pouso da Bênção Divina para a redenção dos enfermos.

Podem surgir criminosos de todas as procedências, gerando reações populares pelos delitos em que estejam incursos, mas, enquanto existirem juízes compreensivos e humanos, destacar-se-á o instituto correcional por cidadela do bem, onde as vitimas da sombra retornem de novo à luz.

Podem surgir empreiteiros do ateísmo e do ódio, da intolerância e da guerra, como verdadeiros alienados mentais, mas, enquanto existirem sacerdotes e missionários da fé, com bastante abnegação para ajudar e perdoar, luzirá o templo, nas diversas confissões religiosas do mundo, como autêntica oficina de acrisolamento da alma.

É justificável, portanto, que a afeição não repouse, além da morte.

Para lá da fronteira de cinza, agiganta-se o trabalho para todos os corações acordados ao clarão do amor sem mácula.

Mães esquecidas na legenda do túmulo transformam-se em anjos invisíveis de renúncia, ao pé de filhos desmemoriados e ingratos, para que não resvalem de todo nas tenebrosidades do abismo ; esposas renascidas do nevoeiro carnal apóiam companheiros desorientados no infortúnio, para que se restaurem no tálamo doméstico ; filhos, desligados do corpo físico, tornam, despercebidos, à convivência dos pais, arrebatando-os às tentações do desânimo ou do suicídio, e arautos de idéias renovadoras sustentam-se, em espírito, ao lado daqueles que lhes continuam as obras.

Se te encontras, assim, em tarefas de sacrifício, não recalcitres contra os aguilhões que te acicatam as horas, consciente de que a matemática do destino não nos entrega problemas de que não estejamos necessitados.

Humilha-te e serve, desculpa e edifica, diante dos que se fazem complicados instrumentos de tua dor.

A prova antecipa o resgate, a luta anuncia a vitória e a dificuldade encerra a lição.

E embora se te situem as esperanças no agressivo espinheiro do sofrimento, ama os que te não compreendem e ora pelos que te injuriam, porque a Lei conhece o motivo pelo qual cada um deles te cruza os passos, e erguer-te-á o ânimo, aqui e além da Terra, para que prossigas no apostolado do amor, em perpetuidade sublime.

Emmanuel, Médium: Francisco Cândido Xavier

 

Palestras Iecim.org - Tema: Não Desista



Expositor: Laerson Cândido de Oliveira

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data: 18/08/2017 às 20h  (Hora de Brasília)

Leia mais...

 

IECIM Aula 26 - Paulo de Tarso, o Apóstolo dos Gentios



CURSO DE ESTUDO DO EVANGELHO E DA MEDIUNIDADE DO I.E.CI.M.

Aula 26 - Paulo de Tarso, o Apóstolo dos Gentios

Expositora: Brasiliana

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data: 14/08/2017 às 20h (Hora de Brasília)


Leia mais...

 

Palestras Iecim.org - Tema: O pH alcalino e o Evangelho



Expositor: Laerson Cândido de Oliveira

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data: 12/08/2017 às 14h  (Hora de Brasília)


Leia mais...

 

Palestras Iecim.org - Tema: TOLERÂNCIA, PACIÊNCIA E PERDÃO



Expositor: Laerson Cândido de Oliveira

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data: 11/08/2017 às 20h  (Hora de Brasília)


Leia mais...

 

A necessidade de podar o Ego

Eu quero pedir aos senhores que utilizem seus pares como forças coletivas para atenderem às necessidades dos amigos do Cristo. Não se enfraqueçam, não se firam, não se acusem, ajudem-se, perdoem-se, tolerem-se, amem-se, fortaleçam-se. Por maior que seja a sua razão, autorizando-lhe a enfraquecer, a punir, veja a necessidade dos que lhe cercam. Despreze a sua razão e sirva, na ocasião, aos necessitados.

Se eu acreditasse na morte, eu poderia jurar que seria assim até a minha morte, mas como ela não existe, reafirmo até a eternidade: estão dispostos a servir a causa do Cristo, em qualquer circunstância em que forem chamados?

Não tenham medo de absolutamente nada, nem das trevas que se apresentam com a noite, nem dos monstros que se deslocam nas madrugadas, nem dos esqueletos expostos quando a maré baixa. Também não se riam na beleza absoluta da maré alta, porque ela encobre muitos perigos. O espírito de cautela há de conviver conosco, sempre.

Jesus não lhes permitiu estar com Ele todos esses dias, todo esse tempo, se Ele não acreditasse em novas atitudes de vocês. A mente de vocês tem um direcionamento, mas muitos vigiam o caminho que a mente de vocês trilha. É necessário termos cuidado para que o caminho que a nossa mente trilha não aguce a vaidade ou os inimigos do progresso.

Os senhores vão testemunhar isso: muitos se enchem de boa vontade, mas na primeira oportunidade em que o ego tem que ser ferido, nós recolhemos nossas redes e dizemos que essa obra pertence a outros não a nós. E é justamente isso que nós necessitamos: podar nosso ego.

E o mundo, por necessidade, no início da última metade do século XX, sucumbiu ao vício do militarismo, espalhou a sua febre pelos quatro cantos do Planeta. Mas logo há o desconforto, a desconfiança e o militarismo foi combatido, e todos os quartéis foram desmontados, de forma incauta, achando que liberdade poderia ser vivida por todos os homens.

E agora a prova é mais do que suficiente de que a liberdade ultrapassou os limites e vivenciou-se a desordem e a libertinagem. E o espírito do militarismo está sendo chamado e vai ser chamado, para expulsar do terreno social a libertinagem insana e satânica. O homem foi mal educado, a família foi mal estruturada. Há a ilusão de que os seres são novos, há um pseudodesenvolvimento, uma pseudosociedade, um pseudodireito.

Vocês acham que a vida tem fim? Os senhores vão desencarnar e vão continuar trabalhando. Deixar o corpo na Terra, com consciência, é uma das maiores dádivas que os senhores podem receber.

Sejamos grandes sempre. Peçam a Jesus, que entre a liberdade e a possibilidade de erro, que Ele os aprisione.

Obrigado!

Dr. Adolfo

(Mensagem recebida em 21/01/2017 no Instituto Espírita Cidadão do Mundo, através do médium Laerson Cândido de Oliveira)

 

Palestras Iecim.org - Tema: OS TRÊS REINOS



Palestra sobre O Livro dos Espíritos

LIVRO II, CAPÍTULO XI DO L.E.

Tema: OS TRÊS REINOS

OS MINERAIS E AS PLANTAS, OS ANIMAIS E O HOMEM, METEMPSICOSE

Expositor(a): Marcelo da Silva

Local: Instituto Espírita Cidadão do Mundo-Unidade Butantã

Data: 08/08/2017 às 20h (Hora de Brasília)


Leia mais...

 

O que é prioridade para você hoje?


“Quando as coisas estavam muito ruins, foi mais fácil passar por elas, porque eu sabia que aquilo iria passar. E quando as coisas estavam muito boas, eu as aproveitei bastante, porque também sabia que iriam Passar”.


O pensamento, da médica geriatra Ana Cláudia Quintana Arantes, especialista em cuidados paliativos, nos lembra sobre a brevidade da vida terrena e nos força a refletir sobre o que colocamos como prioridade neste mundo.


Se o que realmente importa é o ter, acumular, exibir, na tentativa de nos mostrarmos melhores do que o outro sob o ponto de vista físico, material ou intelectual, significa que nossa vida é uma competição eterna e nunca estaremos suficientemente satisfeitos. Afinal, são cerca de 7 bilhões de habitantes no planeta - não é difícil concluir que haverá sempre alguém “melhor” do que nós, e muito outros em condições muito piores também. Mas se o que valer, na verdade, for o amor, a doação, a compreensão, o carinho, o perdão e a união, a vida pode se tornar uma sucessão de realizações, que não se apagam com o tempo.


Cada ser tem a oportunidade de deixar um rastro de luzpor onde passa, influenciando de maneira positiva a vida do semelhante, a do planeta e a sua própria existência. Cada um de nós é dotado de qualidades únicas, especiais, verdadeiros dons concedidos por Deus, que nos “equipou” da melhor maneira possível para que possamos cumprir nossa missão. Mas é preciso que estejamos sintonizados com Ele para saber usar essas “ferramentas”.


Segundo a Dra. Ana Cláudia, a morte é uma das coisas mais intensas como ferramenta de empoderamento do ser humano. “Quando você tem noção do fim da sua vida, não tem ninguém que te enrole. Por que você vai desperdiçar o seu tempo com coisas irrelevantes?” Se você imaginar, por exemplo, que estará morto daqui a uma semana, qual é o tamanho do problema que você tem hoje? É realmente importante? “Você não precisa estar doente para ter noção de prioridade”, diz Ana Cláudia. Ao considerar a brevidade da vida, passamos a redimensionar as nossas dificuldades e descobrimos que, sim, somos capazes de superá-las.


O que é prioridade para você hoje?

“Quando as coisas estavam muito ruins, foi mais fácil passar por elas, porque eu sabia que aquilo iria passar. E quando as coisas estavam muito boas, eu as aproveitei bastante, porque também sabia que iriam Passar”.

O pensamento, da médica geriatra Ana Cláudia Quintana Arantes, especialista em cuidados paliativos, nos lembra sobre a brevidade da vida terrena e nos força a refletir sobre o que colocamos como prioridade neste mundo.

Se o que realmente importa é o ter, acumular, exibir, na tentativa de nos mostrarmos melhores do que o outro sob o ponto de vista físico, material ou intelectual, significa que nossa vida é uma competição eterna e nunca estaremos suficientemente satisfeitos. Afinal, são cerca de 7 bilhões de habitantes no planeta - não é difícil concluir que haverá sempre alguém “melhor” do que nós, e muito outros em condições muito piores também. Mas se o que valer, na verdade, for o amor, a doação, a compreensão, o carinho, o perdão e a união, a vida pode se tornar uma sucessão de realizações, que não se apagam com o tempo.

Cada ser tem a oportunidade de deixar um rastro de luzpor onde passa, influenciando de maneira positiva a vida do semelhante, a do planeta e a sua própria existência. Cada um de nós é dotado de qualidades únicas, especiais, verdadeiros dons concedidos por Deus, que nos “equipou” da melhor maneira possível para que possamos cumprir nossa missão. Mas é preciso que estejamos sintonizados com Ele para saber usar essas “ferramentas”.

Segundo a Dra. Ana Cláudia, a morte é uma das coisas mais intensas como ferramenta de empoderamento do ser humano. “Quando você tem noção do fim da sua vida, não tem ninguém que te enrole. Por que você vai desperdiçar o seu tempo com coisas irrelevantes?” Se você imaginar, por exemplo, que estará morto daqui a uma semana, qual é o tamanho do problema que você tem hoje? É realmente importante? “Você não precisa estar doente para ter noção de prioridade”, diz Ana Cláudia. Ao considerar a brevidade da vida, passamos a redimensionar as nossas dificuldades e descobrimos que, sim, somos capazes de superá-las.

Jornal O Cidadão, Ano 15 - Edição 106, Abril e Maio de 2017.

 

<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 149

Translate
English French German Italian Russian Spanish
Doações
Banner
Pesquisar
Facebook
Popular
Direitos Autorais

Amigos, nossas postagens, fotos, estudos, vídeos e outras publicações são recebidas de amigos ou autorizadas pelos seus responsáveis. Primamos pela ética e o respeito aos Direitos da Propriedade Intelectual. Se você é proprietário de algum material publicado neste site, por favor, informe para que possamos legalizar a divulgação ou proceder a sua imediata retirada. Clique aqui.