Home Filmes Espíritas

Filmes Espíritas

Causa e Efeito - Mundo Maior repórter



A bolinha que vai volta, o tal efeito bumerangue. O bater de asas pode gerar um furacão do outro lado do mundo, o tal efeito borboleta. Ao empurrarmos uma cadeira, ela também nos empurra em sentido contrário, a tal lei de ação e reação. Esses e outros “tais” sobre a lei Causa e Efeito são discutidos no Mundo Maior Repórter de Maio.

 

Perdoar 70 Vezes 7



Jesus explica como devemos tratar aqueles que nos ofendem

Mateus 18:21-35


 

Tesouros no Céu



A palavra do Cristo é clara e insofismável. - "Ajuntai tesouros no céu" - disse-nos o Senhor. 

Isso quer dizer "acumulemos valores íntimos para comungar a glória eterna!"

Amealhemos bondade e cultura, compreensão e simpatia. 

Sem o tesouro da educação pessoal é inútil a nossa penetração nos céus, porquanto estaríamos órfãos de sintonia para corresponder aos apelos da Vida Superior. 

Cresçamos na virtude e incorporemos a verdadeira sabedoria, porque amanhã serás visitado pela mão niveladora da morte e possuirás tão-somente as qualidades nobres ou aviltantes que houverem instalado em ti mesmo.


 

A Lei Maior



Jesus revaloriza e reinterpreta, a Lei de Deus na sua íntegra, particularmente dos 10 Mandamentos, tendo por objectivo levá-los à perfeição. Durante esta longa reinterpretação, Jesus exorta as pessoas a não ofender o seu próprio irmão e, se tal acontecer, buscarem uma reconciliação com ele (o ofendido) o mais cedo possível, deixando, se for necessário, a oferta diante do altar para ir primeiro fazer as pazes com o irmão e pedir o seu perdão pelas ofensas cometidas.

Jesus apela também para não resistir ao mau, querendo isto dizer que, na medida dos possíveis, não devemos resistir fisicamente às agressões (se alguém te ferir a face direita, oferece-lhe também a outra), mas também não devemos replicar no momento ou posteriormente em tribunal os golpes sofridos, revogando assim a famosa Lei do talião que defende a vingança e a retaliação. Ele exorta também para dar a quem te pede e não te desvies daquele que te quer pedir emprestado.

No fim desta reinterpretação da Lei de Deus feita por Jesus, Ele apela aos homens para, se eles quiserem ser os verdadeiros filhos de Deus, amar não só o seu próximo, mas também os seus inimigos, fazendo bem aos que vos odeiam e orando pelos que vos [maltratam e] perseguem, tal como Deus, que faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos. No fim, Jesus exorta para todos os homens, com esta prática de amor incondicional e supremo (uma das ideias-chave do Cristianismo), serem perfeitos, tal como Deus Pai, que é também perfeito. 


 

As Bem-Aventuranças



As Bem-aventuranças, dentro do Sermão da Montanha, é um longo discurso de Jesus que pode ser lido no Evangelho de Mateus.

Este discurso pode ser considerado como um resumo dos ensinamentos de Jesus.

Mahatma Gandhi disse: "se toda a literatura espiritual da Humanidade perecesse, e só se salvasse o Sermão da Montanha, nada estaria perdido". 

As bem-aventuranças representam o mais violento contraste entre os padrões do homem material e o ideal do ser espiritual.




 

Jesus e Nicodemos Conversam Sobre Nascer de Novo



Na escuridão da noite, Jesus ensina a Nicodemos sobre a necessidade de cada pessoa nascer de novo.

E Nicodemos questiona “Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?”, é o perfeito entendimento de Nicodemos sobre a afirmação de Jesus da necessidade de nascer de novo, ou seja, entendeu muito bem que seria nascer fisicamente de novo. Entretanto, só não sabia como isso ocorreria. Se não fosse o nascer de novo (ou seja, reencarnar) ele teria dito: não é disso que estou falando, mas ao contrário, reafirma o fato acrescentando: “Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo”. Para completar o raciocínio sobre a questão da reencarnação, juntaremos a resposta dada por Jesus aos seus discípulos sobre a pessoa de João Batista: “E, se o quereis reconhecer, ele mesmo é o Elias que estava para vir. Quem tem ouvidos (para ouvir) ouça” (Mt 11, 13-14). Como se vê, Jesus afirma categoricamente que João Batista é mesmo o espírito Elias nele reencarnado.


 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 Próximo > Fim >>

Página 1 de 8
Translate
English French German Italian Russian Spanish
Doações
Banner
Pesquisar
Facebook
Popular
Direitos Autorais

Amigos, nossas postagens, fotos, estudos, vídeos e outras publicações são recebidas de amigos ou autorizadas pelos seus responsáveis. Primamos pela ética e o respeito aos Direitos da Propriedade Intelectual. Se você é proprietário de algum material publicado neste site, por favor, informe para que possamos legalizar a divulgação ou proceder a sua imediata retirada. Clique aqui.